O que te motiva a juntar dinheiro?

O que te motiva a juntar dinheiro?

Você leva sua rotina sem muitos percalços, trabalha de segunda a sexta-feira, faz planos para o fim de semana e alcança um patamar razoavelmente equilibrado para não aborrecer-se com preocupações. O salário que recebe é suficiente para custear suas despesas, no entanto, quando consulta o saldo bancário percebe que não tem feito muito mais do que isso.

Enquanto não estiver envolvida em dívidas, esse cenário pode até te satisfazer em alguma medida, mas não fica sempre uma sensação de que está faltando alguma coisa? Para crescer, é preciso ter ambição, traçar metas, projetar um futuro.

Se você tem dificuldades para guardar dinheiro, de repente o que lhe falta é justamente um objetivo. Nós somos movidos dessa maneira, é de onde tiramos motivação. Acumular dinheiro a esmo é algo muito mais difícil do que quando você traça um plano. Afinal, se você enche a caixinha, mas não sabe como vai investir o que acumulou, eventualmente pode acabar gastando o que juntou com coisas frívolas, sem muito peso na consciência.

como você junta dinheiro

O significado da meta

A meta é o que traz valor ao sacrifício de economizar. Ainda que você não tenha muita convicção sobre o objetivo, estabeleça a meta e depois pense nisso. Um exemplo, você deseja muito fazer uma viagem de férias para a fora do país, de repente cursar uma especialização neste período. Trace a meta de juntar o dinheiro durante um ano para conseguir viajar. Pesquise a fundo os lugares para onde você pode ir e o quanto precisa ter todo mês para alcançar o desejo.

Se lá na frente você desistir da viagem, aproveite que já juntou boa parte da grana para traçar um novo objetivo. Dessa forma fica mais fácil conseguir viajar, estudar, comprar um carro, um apartamento. Ainda que os passos sejam curtos, o importante é vislumbrar sempre o final do caminho! Seu plano não precisa ser definitivo, afinal, nossa vida é feita de constantes mudanças, então nada mais natural que ajustar o que você traça para o futuro.

Ah, e é sempre bom lembrar: para que o dinheiro economizado não perca valor, escolha uma aplicação para lhe trazer rendimentos. O tipo de investimento vai depender dos seus objetivos e do seu perfil de investidora!

 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close