Orçamento: 15 itens que estão pesando no bolso em 2017

Orçamento: 15 itens que estão pesando no bolso em 2017

Não há como cuidar do orçamento sem ficar de olho nos preços. Em 2017, a inflação tem dado uma trégua ao consumidor, mas, mesmo assim, há produtos e serviços que ficaram bem mais caros este ano e merecem atenção especial.

Confira, então, quais foram os itens que sofreram aumentos mais significativos neste ano, segundo os dados divulgados na sexta-feira (07) pelo IBGE. Os preços foram coletados para cálculo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do País.

1) Frutas, legumes e verduras

Os itens de supermercado têm um peso enorme nas finanças de uma casa e estão sempre variando de preço. Por isso, uma boa pesquisa é fundamental. Veja abaixo quais foram as frutas, legumes e verduras que mais encareceram neste ano.

MANGA43,10%
MORANGO25,18%
AÇAÍ (EMULSÃO)24,38%
PIMENTÃO11,62%
REPOLHO11,22%
ALFACE10,92%
BRÓCOLIS10,87%
CHEIRO-VERDE9,59%
COUVE-FLOR9,01%
CENOURA8,87%
ALHO5,63%
TOMATE5,20%

Por outro lado, podemos citar alguns itens que ficaram mais baratos, como abacate (-45,62%), limão (-34,18%), mandioquinha (-33,82%), maçã (-27,67%) e banana-maçã (-26,43%).

2) Outros alimentos e bebidas

Outros itens de consumo diário que tiveram aumento considerável foram a manteiga, ovos, café e os peixes. Veja mais na tabela.

PEIXE-PINTADO22,99%
MANTEIGA11,11%
OVO DE GALINHA10,60%
PEIXE-PACU9,81%
CAFÉ MOÍDO9,77%
PEIXE-SALMÃO9,74%
FLOCOS DE MILHO9,64%
CREME DE LEITE9,32%
CAFÉ SOLÚVEL9,05%
VINAGRE8,64%
PEIXE-SARDINHA8,13%
PATÊ8,01%
LEITE DE COCO7,97%
PEIXE-CORVINA7,35%
CALDO CONCENTRADO7,03%
PÃO DE FORMA6,91%
BOLO6,68%
LEITE LONGA VIDA6,10%

Já entre os que ficaram mais baratos, podemos destacar os feijões, que, depois de subirem muito no ano passado, estão reduzindo de preço gradativamente: feijão-preto teve queda de 28,43%, feijão-massacar (fradinho) de 13,55% e feijão-carioca de 10,52%.

3) Educação regular

Os cursos regulares, que incluem de creche e ensino superior, subiram 8,27% no ano. Confira os aumentos detalhados.

EDUCAÇÃO INFANTIL10,22%
ENSINO FUNDAMENTAL 10,07%
CRECHE 9,94%
ENSINO MÉDIO9,88%
ENSINO SUPERIOR7,98%

4) Cursos livres

Outros cursos, chamados de diversos, também tiveram aumento significativo de 3,50%. Entre eles destacam-se cursos de idioma, que ficaram 4,68% mais caros, e o preparatório, que subiu 4,62%.

5) Produtos farmacêuticos

Os produtos farmacêuticos tiveram aumento de 4,25% no primeiro semestre. Veja os que mais se destacaram entre eles.

ANTI-INFECCIOSO E ANTIBIÓTICO5,5%
ANTI-INFLAMATÓRIO E ANTIRREUMÁTICO5,25%
GASTROPROTETOR 5,21%
ANALGÉSICO E ANTITÉRMICO4,93%
PSICOTRÓPICO E ANOREXÍGENO4,92%
VITAMINA E FORTIFICANTE4,78%

6) Serviços de saúde

Já os serviços de saúde ficaram 5,41% mais caros. Abaixo você confere os mais significativos.

APARELHO ORTODONTICO5,17%
FISIOTERAPEUTA3,89%
DENTISTA3,83%
PSICÓLOGO3,06%
MÉDICO2,87%

7) Plano de saúde

Outro item que pesou no bolso foi o plano de saúde. Em 2017 seu valor foi reajustado em 6,55%.

8) Serviços de transportes

O grupo Transportes do IPCA apresentou uma redução acumulada de 0,85% neste ano. No entanto, há itens que se destacam pela alta: ônibus intermunicipal ficou 7,27% mais caro, ônibus urbano, 6,31%, e transporte escolar, 4,44%.

Por outro lado, as passagens aéreas apresentaram queda de 20,06% e o ônibus intermunicipal de 3,06%.

Leitura complementar

Cuide Melhor Do Seu Dinheiro

Cuide Melhor Do Seu Dinheiro

Ver mais

9) Veículo próprio

Os custos para manter um veículo próprio subiram 0,71% em 2017. O preço do automóvel caiu 0,47% e o da motocicleta subiu 1,24%. O que mais pesou, entretanto, foram outros gastos: gás veicular subiu 6,75%, seguro voluntário, 5,25%, lubrificação e lavagem, 2,12%, e emplacamento e licença também 2,12%.

Mas não tivemos apenas más notícias: o preço do etanol caiu 12,41% e da gasolina, 5,56%.

10) Gás doméstico

Os combustíveis usados dentro de casa também pesaram mais no bolso este ano: o gás encanado subiu 9,07%, enquanto o botijão de gás, 3,22%.

ipca_acumulado_interna

11) TV por assinatura com internet

“Combo” de TV por assinatura e internet acumula alta de 5,52%.

12) Celular

Ter e manter um telefone celular também está mais difícil. Os aparelhos subiram 5,07% e o pacote de ligações e internet ficou 2,05% mais caro.

13) Outros serviços

Outros itens que têm impacto a mais no orçamento são despachante, com alta de 7,84%, correio, 7,60% e serviços bancários, 3,36%.

14) Beleza e higiene

Já entre produtos de beleza e higiene, destacam-se as altas em produtos para as unhas (6,33%), artigos de maquiagem (4,75%), produtos para cabelo (3,36%) e sabonete (3,36%).

15) Habitação

O grupo Habitação teve alta de 1,83% este ano. Custo de aluguel e taxas influenciam a alta: preço do aluguel residencial teve aumento de 1,36%, condomínio, 3,98%, e taxa de água e esgoto, 4,21%.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close