Segure as rédeas depois de um divórcio

Segure as rédeas depois de um divórcio

Quando casamos, nossa vida se resume em sonhos e amor. Conforme a intimidade com o marido avança, os problemas também aparecem no cotidiano. Apesar de tentarmos todas as alternativas, em algumas situações não há saída, se não o divórcio. Dói muito e, além disso, nosso estado emocional fica abalado. É preciso ter força e agir com a cabeça no lugar.

A partir do momento que a sua situação voltar a ser só por você mesma, muitas coisas precisam mudar. Administrar uma casa, finanças, objetivos pessoais e educação dos filhos não é fácil. Mas também onde está a graça em conseguir tudo muito fácil? Então bola pra frente e segure as redéas da sua vida sozinha! Ter independencia é incrível e todas nós somos capazes disso – e a satisfação que vem com ela é indescritível. Veja quais são as nossas dicas para seguir em frente, porém organizada e sem drama:

Seja racional. Por mais que esteja magoada e triste por ter assinado o divórcio, essa é a hora de recomeçar. Mantenha seu lado emocional tranquilo e evite querer prejudicar o seu parceiro gratuitamente. Queira o que é seu por direito, caso contrário desista. Os fatos acontecem porque tem que acontecer – a expressão tem fundamento, por mais clichê que seja. E veja pelo lado positivo: sua vida é de novo uma tela em branco, para você pintar como desejar.

Troque o nome de cartões, apólices e outros. Se na hora de casar optou por acrescentar o nome de seu marido, no divórcio tire. Assim evita complicações na justiça. Aos poucos vai se restabelecendo e voltando as boas.

Faça a separação bancária, de investimentos e dívidas. Além da separação de corpos, também precisa mudar a conta conjunta, os investimentos e especificar as dívidas. Explique para seu gerente de banco e gestor financeiro que está passando por divórcio e que precisa separar tudo certinho – melhor falar tudo de uma vez, do que ficar recebendo contas no nome dele. Reúna todas as dívidas feitas por vocês dois, sente com ele e façam a separação de quem vai pagar o que lhe cabe. Isso serve desde a parcela do apartamento até para a fatura do cartão de crédito.

Reavalie a sua vida financeira. A partir de agora é você por você mesma. Então crie objetivos e sonhos apenas para si. Esse é um momento difícil, porém não impossível. Tire todas as suas dúvidas e faça um balanço das suas finanças. Entenda onde investir, como fazer esse processo e tenha cartas na manga para possíveis emergências. Em casos de muita dificuldade, consulte com um planejador financeiro independente. O profissional com certeza poderá ajudar e trazer muitas respostas.

Se tiverem filhos, decidam juntos e por meio de uma conversa como farão o pagamento de todas as contas deles. Coloquem na ponta do lápis quanto custa a vida deles – escola, esportes e lazer. Façam a divisão de como os dois podem contribuir. Tentem fazer isso numa conversa simples, mas caso não seja possível procurem ajuda de um advogado.

Controle seus gastos. Algumas mulheres quando estão chateadas ou magoadas partem para o shopping. Nas compras elas se “refazem” e se sentem melhor. Tudo isso é paliativo. Quanto mais você se enganar, mais atrasada sua vida ficará. Lembre-se que existe vida após o casamento! Fique firme, controle seus gastos e não perca dinheiro. Agora você pode sonhar os seus sonhos e os de mais ninguém: lute para transformá-los em realidade!

Já passou por esta situação? Como se comportou? Sua história pode virar matéria, conte pra gente.

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

carolinaruhman

Carol Sandler

Fundadora e CEO do site, coautora do livro “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015). É também palestrante sobre finanças para mulheres e empreendedorismo feminino e palestrou no TEDxSP

close