Teste: você está caminhando para uma crise de energia?

Teste: você está caminhando para uma crise de energia?

Trabalhar em excesso, sentir-se sempre cansada ou não ter tempo para se dedicar às pessoas que ama podem ser sinais de uma crise de energia. Foi isso o que trabalhou o The Energy Project, que atuou ao lado de milhares de líderes e gestores de grandes organizações para melhorar a gestão de energia em suas vidas.

Tony Schwartz, CEO do projeto, explica que a maior parte das pessoas responde a mais demandas no trabalho simplesmente trabalhando mais horas. Para ele, o maior problema nisso está no fato de que o tempo é um recurso limitado, ou seja, não é possível estendê-lo de acordo com as suas necessidades. Com a energia, entretanto, é diferente.

Definida como a capacidade de produzir, a energia vem de quatro principais fontes: corpo, emoções, mente e espírito. Para Schwartz, em cada pessoa, ela pode ser expandida e renovada a partir de alguns rituais.

Para se “recarregar”, cada pessoa precisa reconhecer o custo dos comportamentos que consomem mais energia e, em seguida, assumir a responsabilidade de mudá-los. Seja dormindo mais cedo, deixando de beber, praticando exercícios ou não mais almoçando em frente ao computador: é preciso buscar hábitos que irão deixá-la mais relaxada e pronta para se conectar com outras pessoas.

Faça o teste a seguir e descubra se você está caminhando para uma crise de energia. Depois entenda como isso a afeta e o que pode ser feito em cada situação.

TESTE

Marque cada item como verdadeiro (V) ou falso (F) de acordo com as suas experiências.

1) Corpo

__ Eu não costumo dormir sete ou oito horas por noite e, frequentemente, acordo me sentindo cansada.

__ Eu frequentemente pulo o café da manhã ou escolho comer algo pouco nutritivo.

__ Eu não me exercito o suficiente (ou seja, não pratico atividades aeróbicas pelo menos três vezes na semana e anaeróbica ao menos um vez na semana).

__ Normalmente, eu não faço pausas durante o dia para realmente renovar minhas energias ou como o almoço na minha mesa (quando como).

2) Emoções

__ Eu me sinto irritada, impaciente e ansiosa no trabalho com frequência, especialmente quando a demanda é alta.

__ Eu não tenho tempo suficiente para dedicar à minha família e outras pessoas queridas, e, quando estou com eles, não me sinto inteiramente presente.

__ Eu tenho pouco tempo para dedicar a atividades que realmente gosto.

__ Eu não costumo expressar meu apreço pelos outros ou não aproveito minhas conquistas.

3) Mente

__ Eu tenho dificuldade em me concentrar em uma coisa de cada vez e normalmente me sinto distraída durante o dia.

__ Eu gasto muito mais tempo lidando com crises e demandas imediatas no trabalho do que focando em atividades com valor de longo prazo.

__ Eu não tenho tempo suficiente para refletir, pensar estrategicamente ou de forma criativa.

__ Eu trabalho à noite e aos finais de semana e quase nunca tiro férias livres de e-mails.

4) Espírito

__ Eu não passo tempo suficiente no trabalho fazendo o que eu gosto e faço bem.

__ Existe uma lacuna considerável entre o que eu digo que é importante para mim e como eu realmente aloco meu tempo e energia.

__ Minhas decisões no trabalho são mais influenciadas por demandas externas que por um senso forte e claro do meu objetivo.

__ Eu não invisto muito tempo e energia para ter um impacto positivo na vida dos outros e no mundo.

Resultados:

Como está a sua energia? Número total de “verdadeiros”:
0-3 verdadeiros: excelente capacidade de gerenciar energia
4-6 verdadeiros: capacidade razoável de gerenciar energia
07-10 verdadeiros: falhas significativas de gestão de energia
11-16: uma verdadeira crise de gestão de energia

No que você precisa trabalhar? (Número de “verdadeiros” em cada categoria)
Corpo? __
Mente? __
Emoções? __
Espírito? __

Resultado por categoria:
0: excelente capacidade de gerir energia
1: boa capacidade de gerir energia
2: falhas significativas em gerir energia
3: capacidade fraca de gerir energia
4: uma verdadeira crise de gestão de energia

manejar_energia_interna
Como agir para encontrar seu equilíbrio

1) O corpo

Sabe-se que a má nutrição, a falta de exercício físico e o descanso inadequado diminuem – e muito – os níveis de energia básica de alguém, assim como sua capacidade de gerenciar emoções e concentrar-se. Mesmo tendo essa consciência, as pessoas têm dificuldade em manter hábitos saudáveis dentre tantas demandas na vida.

Para encontrar o equilíbrio do corpo é possível começar mudando alguns comportamentos no ambiente de trabalho. Algumas sugestões são fazer várias refeições ao dia, comer com mais qualidade, fazer pequenas pausas durante o dia e deixar a mesa por alguns minutos. Apesar de pequenas, essas mudanças podem trazer grandes benefícios à sua produtividade e qualidade de vida.

2) As emoções

Sem controle sobre as emoções, as pessoas tendem a cair em sentimentos negativos várias vezes ao dia, tornando-se mais irritáveis, impacientes, ansiosas e inseguras. Quando são capazes de controlar o que sentem, por outro lado, elas criam condições de manter sua energia em dia, mesmo frente às pressões cotidianas.

Para encontrar esse equilíbrio, antes de mais nada, é preciso refletir e criar consciência de como diversas situações a afetam emocionalmente, identificando quais eventos desencadeiam sentimentos ruins.

Para Schwartz, a maneira mais eficaz de lidar bem com as emoções é buscando ver o mundo a partir de três perspectivas . Diante de uma situação, a pessoa deve se perguntar: “O que a outra pessoa diria neste conflito e de que forma isso pode ser verdade?”, “Como é que eu provavelmente veria esta situação em seis meses?” e “Independentemente do resultado desta questão, como posso crescer e aprender com ela?”.

3) A mente

Muitas pessoas sentem a necessidade de ser multitarefa, diante de todas as demandas a cumprir no dia. Mas a verdade é que a tentativa de fazer várias tarefas ao mesmo tempo só prejudica a produtividade.

As pesquisas mostram que é muito mais eficiente tentar completar uma tarefa por inteiro, fazer uma pausa e depois concentrar-se em outra, do que tentar fazer tudo ao mesmo tempo. Por isso, é preciso trabalhar o foco diariamente.

Segundo Schwartz, o ritual de foco mais eficaz que trabalharam foi o de tentar identificar, a cada noite, o desafio mais importante que precisará enfrentar no dia seguinte e, assim, torná-lo prioridade na manhã seguinte.

4) O espírito

O espírito está ligado ao que traz significado e propósito à vida da pessoa. Se o trabalho que está fazendo realmente importa, é provável que ela sinta uma energia mais positiva, foque melhor e tenha mais perseverança. Acontece, entretanto, que a rotina deixa pouco tempo para as pessoas realmente pensarem no que acham importante. Por isso, é preciso fazer um exercício para encontrar seu bem-estar.

Para acessar a energia do espírito, Schwartz coloca que as pessoas precisam estabelecer prioridades e rituais em três categorias: fazer o que fazem melhor e desfrutar mais do trabalho, alocar tempo e energia para áreas da vida que consideram mais importantes e buscar viver seus valores centrais em seus comportamentos diários.

* Com informações do texto “Manage Your Energy, Not Your Time”, de Tony Schwartz.

 

Fotos: Shutterstock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Jornalista com sotaque e alma do interior. Longe das finanças, passa o tempo atrás de música brasileira, rolês baratos e ônibus vazios. Acredita que o mundo seria outro se as pessoas tentassem se ver.
Fale comigo! :) mariana@financasfemininas.com.br

close