Trabalho e maternidade: 7 coisas que você não precisa fazer para ter sucesso

Trabalho e maternidade: 7 coisas que você não precisa fazer para ter sucesso

Sejamos realistas: encarar o trabalho e maternidade não é tarefa fácil em um mundo que exige que sejamos perfeitas em tudo. É preciso ceder um pouco pelo bem da sua saúde física e mental – e não há vergonha em admitir isso. Se você eliminar da sua rotina alguns dos principais estressores, poderá viver sua carreira e maternidade de um jeito mais leve e saudável. A seguir, listamos algumas das atitudes que você pode deixar de lado e, mesmo assim, ser bem sucedida tanto como mãe quanto profissional. As dicas são do site The Everygirl.

1. Procurar o equilíbrio perfeito entre família e trabalho

Às vezes, sua família demandará mais atenção. Outras vezes, você terá que colocar mais esforços na sua carreira. E tudo bem. O segredo para lidar com a situação – e com a culpa que surge na maior parte das vezes – é ser sincera e pedir ajuda, seja para seu/sua parceiro/a, chefe ou colegas de trabalho.

2. Deixar de cuidar de si mesma

Em vez de ficar assistindo novela enquanto checa as redes sociais – e não prestar atenção em nenhum –, experimente fazer algo que realmente lhe faça bem, como tomar um banho demorado ou apreciar uma taça de vinho. Dedique um tempo de qualidade a si mesma.

3. Dizer “sim” para todos os convites

Pode ser sincera: sair com as amigas vira raridade quando você tem filhos. Perder a vida social não é algo a ser feito – e você tem direito de se divertir assim como qualquer outra pessoa. Por outro lado, você pode se sentir pressionada a aceitar todos os convites. Não faça isso consigo mesma. Priorize as amizades que lhe tragam alegria e deixe de lado aquelas que apenas sugam sua energia.

trabalho-maternidade-sucesso

4. Tentar ser a funcionária perfeita

Estabelecer limites pode parecer assustador, mas é preciso se impor. Com o tempo, seus colegas de trabalho precisarão se acostumar com o fato de você não poder ficar no escritório até tarde e não responder emails aos finais de semana. O segredo é ser consistente. Sempre que necessário, deixe claro que você não fará algo – senão, aquele “ok, mas só hoje” pode se tornar mais frequente do que você gostaria.

5. Fazer tudo para seus filhos

Deixar que eles se virem de vez em quando não apenas ajuda a criar adultos independentes, mas também dá um orgulho danado. Peça que eles façam tarefas básicas, como dobrar toalhas ou regar plantas. Conforme eles crescem, deixe que fiquem responsáveis por lavar a louça, tirar pó e fazer seus próprios lanches.

6. Comparar-se às outras mães

O fato de algo funcionar para uma família não quer dizer que dará certo com a sua. Pode ser que você não consiga deixar a casa sempre linda como a sua amiga faz, mas você pode ser ótima em criar brincadeiras e distrair a criançada. Essa comparação apenas fará com que você se sinta mal. Acredite: a sua grama pode ser tão verde quanto a do vizinho (ou, neste caso, vizinha).

7. Insistir em um emprego que lhe faz mal

Muitas vezes, não importa o quão flexível você tente ser, a empresa que você trabalha pode, simplesmente, não ser aberta às necessidades de mães e pais. Neste caso, é hora de colocar seu currículo para rodar. Você não precisa se sentir mal por isso. Existem diversas companhias que lhe receberão de braços abertos e serão mais compreensíveis.

Fotos: Fotolia

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Ana Paula de Araujo

Ana Paula de Araujo

Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

close