Um olhar feminino no agronegócio

Um olhar feminino no agronegócio

A veia empresarial do pai e a faculdade de administração iniciada aos 17 anos já pareciam indicar que Priscila Quirós tinha tudo para fazer história no mundo dos negócios. No entanto, faltava-lhe naquela época, a convicção de que era aquilo mesmo que ela queria para o futuro.

Hoje, aos 27, ela tem no currículo a formação como administradora pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap), a especialização em mercados de luxos No Instituto Marangoni, em Milão, a formação em gastronomia na Le Cordon Bleu Madrid e o desafio de comandar uma empresa especializada em carne de cordeiro gourmet. A indecisão do período de faculdade deu espaço para uma empresária determinada.

A grande sacada de comercializar carne de cordeiro de forma artesanal, focado em um mercado muito segmentado, veio com uma mistura de tradição com o feeling de acertar o momento de explorar o mercado. Uma história bem fora do comum que você vai conhecer agora!

O nascimento da ideia

Em 2009, enquanto passava férias no interior de São Paulo, Priscila soube de um email encaminhado por um tio, convidando os familiares para participarem do aniversário de 100 anos da família na criação de cordeiros em Quirós, na Espanha, de onde vem o sobrenome.

“Eu não sabia sobre essa tradição da nossa família e questionei meus pais sobre o assunto. Me disseram que era um costume muito antigo e me mostraram um livro a respeito do assunto. Fiquei muito interessada e comecei a pesquisar mais a fundo essa tradição”

Além de viajar até a Espanha para conhecer melhor a criação dos animais e o consumo da carne, chamou a atenção de Priscila uma reportagem que tratava sobre o potencial da criação de cordeiro no Brasil.

A partir dali ela viu o cenário perfeito para unir o conhecimento que a tradição da família poderia lhe proporcionar com a possibilidade de explorar uma cultura ainda incipiente no Brasil.

Priscila Quirós/divulgação

Mão na massa

Dar vida às ideias que borbulhavam naquele momento não foi tarefa fácil. Para convencer investidores a apoiarem a iniciativa de montar uma criação de ovinos em sua fazenda, ela elaborou um detalhado plano de negócios e foi criteriosa nos mínimos detalhes de cada etapa da produção.

A garota que já tinha se imaginado trabalhando no mercado da moda se via naquele momento fazendo estudos de viabilidade para definir a criação dos animais da maneira mais adequada. O conhecimento que adquiriu estudando mercados de luxo foi aplicado ao produto final.

“Eu tinha o desafio de criar o desejo de consumir a carne de cordeiro. E o diferencial foi proporcionar a experiência. Desenvolvemos kits que trazem consigo receitas, a história da família, como o animal foi criado. Fui muito detalhista com tudo, passei seis meses desenvolvendo a nossa marca”.

Os kits artesanais são vendidos no site da empresa, enquanto a maior parte da produção é direcionada a restaurantes, empórios e casas de carnes.

Com confiança do que produto que tem em mãos, Priscila tem explorado um mercado completamente novo, tanto para ela quanto para a cultura do país. “Vejo que a carne de cordeiro vem ganhando espaço, nos restaurantes você já vê pelo menos três opções de pratos”.

Ainda em fase de testes, ela iniciou a criação com cerca de 50 animais. Hoje são cerca de 200 abatidos por mês, fora os cordeiros de fazendas parceiras. Em média, são de 8 a 9 toneladas de carne vendidas mensalmente, para clientes de São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Cuiabá. A genética dos animais é importada da Austrália, Nova Zelândia e África do Sul e todo o processo foi feito sob a supervisão de zootecnista especializado em ovinos.

Feliz com a carreira, Priscila tem planos para aumentar a linha de produção ainda este ano, com azeite de oliva produzido pela família espanhola e outros condimentos especiais para acompanhar as receitas de carne de cordeiro. Os esteriótipos do mundo do agronegócio deram espaço a essa jovem que soube agregar o conhecimento próprio com a história de suas origens para criar um produto completamente novo!

Empreender é inovar! Exemplos como este servem para todas aquelas que querem fazer a diferença de alguma maneira, mas ainda não encontraram o caminho. Abra as possibilidades, fique atenta ao seu redor. Assim como aconteceu com ela, a resposta para a sua carreira pode aparecer de uma forma completamente inusitada!

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close