Vale a pena comprar o enxoval nos EUA com o dólar alto?

Vale a pena comprar o enxoval nos EUA com o dólar alto?

Durante o planejamento da gravidez, você imagina fazer uma viagem para Miami, com intenção de comprar um enxoval para o seu bebê por um preço melhor. A gestação acontece, o dólar dispara e você já não tem mais tanta certeza se vai manter essa ida ao exterior nos seus planos. Afinal de contas, com o dólar passando de R$ 3,10 não é tão simples manter uma viagem internacional nos planos.

Fica então a questão: mesmo com a moeda valorizada, vale a pena viajar para comprar o enxoval ou melhor mesmo desistir desta ideia? Em um momento em que temos essa dúvida sobre essa relação de custo x benefício, a dica de Samy Dana, mestre em economia pela FGV, é pesquisar três vezes mais do que faria normalmente. “A internet e contatos com outras mães costumam ser ferramentas valiosas”, destaca.

Você também pode gostar:
Planeje sua viagem com o aumento do IOF
Como comprar dólares com a moeda tão valorizada?
Como o dólar alto afeta meu cotidiano?

O que devo levar em conta?

Não há como negar, produtos importados no Brasil podem chegar a valores absurdos, levando em conta não só o dólar valorizado, mas também a alta carga tributária que incide sobre eles. Em contrapartida, fazer as compras lá fora significa arcar não só com a conversão da moeda em um patamar elevado, mas também com os custos de hospedagem, gastos com locomoção, alimentação, etc.

Como forma de estimular as pessoas a viajarem, mesmo com o dólar valorizado, muitas companhias aéreas tem procurado oferecer passagens por valores competitivos. O economista, no entanto, acrescenta que as promoções não compensam se a viajante estiver considerando apenas o valor da passagem, tendo em vista as justificativas que demos acima.

enxoval-bebes-EUA

Neste momento, a publicitária Luciana Cattony, responsável pelo site Real Maternidade, não aconselha fazer a viagem para a compra do enxoval, se este for o único objetivo, considerando justamente os gastos extras além das compras. Ela mesma passou pela experiência de comprar o enxoval do filho no exterior, mas fez isso há quase 5 anos, em um momento em que o dólar estava desvalorizado. “Eu trouxe absolutamente tudo, mas o dólar estava muito barato, compensou demais”, comentou.

Para quem já vai viajar ao exterior para curtir férias ou não quer cancelar uma viagem que já está sendo financiada, vale aproveitar o momento para trazer os produtos que estiverem com bons preços mesmo com o dólar valorizado. Ela recomenda itens como roupinhas e bebê conforto, que costumam ter valores muito mais competitivos e os produtos são de boa qualidade.

O carrinho de bebê também pode ser encontrado por preços mais baratos no exterior, mas é preciso considerar o transporte para o Brasil e as implicações que isso pode ter por excesso de bagagem. “Itens como fraldas, lencinhos e pomadas não compensa trazer com o dólar alto”, ressaltou a publicitária. O economista Samy Dana alerta que o pagamento das compras com dinheiro em espécie costuma ser melhor, tendo em vista o IOF cobrado (0,38%, contra 6,38% nos cartões pré-pagos).

Opções para quem desistiu da viagem

Quem tirou a viagem à Miami dos planos, mas quer uma solução para deixar o enxoval mais barato, a publicitária dá algumas dicas valiosas:

– Abuse dos brechós;
– Pegue roupinhas emprestadas com familiares e amigos (que costumam ter o maior carinho em fazer isso);
– Fique atenta aos grupos de mães no facebook, pois elas costumam anunciar roupinhas para vender com excelente custo;
– Busque cupons de desconto nas compras;
– Informe-se sobre clube de fraldas em sua região, são uma forma de conseguir o produto por valores melhores;
– Organize um chá de bebê;
– Não compre TUDO antes do bebê nascer, alguns itens podem ser comprados aos poucos;

Quanto às roupinhas, ela ainda faz um alerta. “As mães devem lembrar-se de que as roupinhas de bebê geralmente são usadas bem pouquinho e muitas permanecem novas, pois os bebês crescem rapidamente. Assim dá pra encontrar ótimas opções e economizar bastante!”.

Crédito das fotos: Shutterstock

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

karinaalves

Karina Alves

Jornalista e editora de conteúdo do Finanças Femininas. Já trabalhou em jornais impressos, online, rádio e com produção. Tem fascínio pela junção entre economia e psicologia, procura explorar cada vez mais esse universo e busca usar esse aprendizado para ajudar as pessoas a levarem uma vida financeira mais saudável! Contato pelo karina@financasfemininas.com.br

close