Você sabe quem foi a primeira brasileira a investir na Bolsa de Valores?

Você sabe quem foi a primeira brasileira a investir na Bolsa de Valores?

*Mariana Ribeiro

Encontrar uma mulher no mercado financeiro é difícil nos dias atuais, imagina pensar nisso há mais de um século? Eufrásia Teixeira Leite foi a primeira brasileira a investir e já estava no mercado em 1890. Ela operava nas três principais bolsas de valores do mundo: Londres, Paris e Nova Iorque, além do Brasil. Você deve estar imaginando: o que era possível fazer nesse mercado? O que existia nessa época?

Uma das grandes diferenças era a forma de comunicação – feita por telégrafo – e os preços, que eram atualizados por informações da “The Ticker”, uma máquina como essa:

ticker

Nessa fita vinham as principais informações que um investidor precisava saber para tomar as suas decisões. Dados como o preço, as quantidades compradas ou vendidas, os negócios ofertados, ou executados. Em Paris, na época de Eufrásia, as mulheres só tinham permissão para ficar no segundo andar do prédio da Bolsa. Para fechar os negócios, era necessária a presença de um intermediário.

Eufrásia nasceu em 1850, na cidade de Vassouras, no Rio de Janeiro. Brasileira que ousou romper barreiras, operou no mercado financeiro por quase 40 anos, de 1890 a 1930.

eufrasia-teixeira-leite-primeira-mulher-investidoraAo centro, Eufrásia Leite Teixeira/Imagem: Museu Casa da Hera

Durante sua carreira na Bolsa de Valores, Eufrásia lidou com cenários internacionais complexos que compreendeu a Primeira Guerra Mundial e o período entre guerras, os quais causaram um movimento de protecionismo nas economias de maneira geral. Os investimentos financeiros de Eufrásia compreendiam diversas moedas, países e formas de ativos, sendo estes títulos de renda fixa, debêntures e ações. Acerca da forma de gestão, ela primava pela centralização de suas decisões mesmo com a amplitude de seus investimentos, que alcançavam 13 países e 7 moedas diferentes. Além disso, as empresas nas quais investia tinham atividades muito diversas, como mineração, construção de ferrovias e extração de petróleo.

Continue a ler a matéria na próxima página!

No Brasil, ela tinha ações de empresas como a Companhia Antárctica e a Brahma, o que seria o mesmo que dizer que ela seria acionista da AMBEV nos dias de hoje. Além disso, diversificava seus investimentos inclusive fora da Bolsa, quando comprou um grande terreno e loteou para venda no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, em 1930.

Conquistas

Através dos investimentos, Eufrásia se consolidou financeiramente em um período em que as mulheres ainda não tinham permissão nem para votar. Com o patrimônio que conquistou, ela comprou um “Hotel Particulier” – termo usado na França para denominar palácios urbanos – próximo à avenida Champs Elysées, em Paris.

Ela levou uma vida luxuosa na capital da França, padrão de vida que a permitia escolher entre os estilistas mais requisitados na época, como Charles Worth,  hoje considerado pai da alta costura.

Eufrásia era doadora da associação de amigos do Museu do Louvre, o que permitia que ela visitasse as exposições antes de serem abertas ao público. Podia ver a Mona Lisa em paz pelo tempo que quisesse. Se retirava de Paris no inverno e seguia para destinos luxuosos como Lago de Como, na Itália.

A primeira investidora brasileira faleceu em 1930 sem deixar herdeiros diretos. Doou toda sua fortuna para sua cidade natal, para que fossem construídos escolas e hospitais. Qual o valor e o impacto que a fortuna causaram na cidade? Se formos trazer a fortuna que ela possuía para valores atuais, vale a pena pensar que apenas a casa que ela vivia em Paris está avaliada em 32 milhões de euros.

A cidade sofria com a decadência na produção e no valor de venda do café, e enfrentava muitas dificuldades. Com o dinheiro que deixou, foi possível construir um hospital e duas escolas. No fim das contas, sua fortuna deixou bens que não têm preço.

*Mariana Ribeiro é analista financeira formada em Relações Internacionais pela Fundação Armando Alvares Penteado- FAAP. Tem certificação no mercado financeiro pelo CPA- 20 e CNPI-T. Cursou em Nova Iorque o SIT TESOL. Na Universidade de British Columbia- UBC,  cursou técnicas de escrita. Pesquisa a vida de Eufrásia Teixeira Leite e seus investimentos. 

Crédito da Imagem de Destaque: Museu Casa da Hera

Desabafa!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande através do formulário abaixo.

O conteúdo da sua mensagem poderá ser utilizada em nossas matérias. Caso você prefira não ter o seu nome identificado, é só selecionar a opção "Mensagem Anônima".

personNome

personSobrenome

Mensagem anônimainfoSim

local_post_officeEmail:

commentMensagem: (obrigatório)

Este conteúdo foi útil para você?

Mariana Ribeiro

Mariana Ribeiro

Eufrásia

close